Intimida

Seu olhar me intimida

E parece ter o mesmo desejo

Que o meu,

Talvez seja isso mesmo

Ou só minha coragem

Incentivando com que

Eu converse com você.

É que minha boca

Não aguenta mais

Cruzar com a sua

E não tocar;

Uma coisa louca

Só de pensar…

Não tenha medo,

São só minhas mãos

Te abraçando pela cintura,

Nesse sonho

Que tive acordado,

Ao te observar.

Ah, mulher,

Eu sei o que eu quero

E o prazer que minha companhia

Pode proporcionar.

Falarei coisas que só você

Poderá decifrar,

Cantarei e irei acertar

Palavras belas

Em textos que não foram escritos;

Na janela do teu quarto.

Neste inverno

Não há lugar mais quente e aconchegante

Que estes braços,

Servido os mais doces sonhos

De bandeja pra você.

1001 noites de poesia

Ao seu ouvido

Ao vivo

Só para garantir o lazer,

Já vim até aqui

Agora vou beijar você.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s